Os autores concluíram que a relação exposição-resposta/farmacocinética do infliximabe nos pacientes com RCU com idades entre 6 e 17 anos foi comparável, de modo geral, àquela observada em populações de adultos portadores de RCU de referência, o que justifica o uso de 5 mg/kg de infliximabe nas semanas 0, 2 e 6, seguido de dosagem de manutenção com 5 mg/kg de infliximabe a cada 8 semanas nesses pacientes.
Observou-se uma relação positiva entre o nível de infliximabe no soro e o efeito clínico após a terapia de indução similar para adultos.
Fonte: Journal Inflammatory Bowel Diseases. 2013 Dez;19(13):2753-62.